Pesquisar

VW Gol quadrado receberá motor elétrico e visual inspirado no GTI

VW Gol 1994 GTE elétrico by Fueltech

Com visual baseado no Gol GTI 1988, hatch convertido será batizado de Gol GTE

A indústria automobilística segue a passos largos para a eletrificação em todo mundo, que iniciou seu movimento com os híbridos e, mais recentemente, têm apresentado cada vez mais carros 100% elétricos. Mas existe um nicho de kits de conversão de carros a combustão para elétricos que ainda é pouco explorado, onde uma empresa no Brasil começou o desenvolvimento de um... Volkswagen Gol quadrado totalmente elétrico.

Sim, um dos carros mais populares do Brasil vai dar origem a um projeto interessante, que troca seu motor original a gasolina por um propulsor 100% elétrico. O projeto será tocado pela empresa Fueltech, que desde 2016 começou sua divisão voltada a eletrificação. E de acordo com o vídeo no canal do Youtube da empresa, de 2017 em diante foi iniciada a produção de alguns protótipos de carros elétricos, estudando principalmente a aplicação da injeção programável nesses veículos.

Galeria: Volkswagen Gol 1994 GTE elétrico

10 Fotos
VW Gol 1994 GTE elétrico by Fueltech
VW Gol 1994 GTE elétrico by Fueltech
VW Gol 1994 GTE elétrico by Fueltech

Sem dar muitos detalhes do projeto por enquanto, no vídeo o Anderson Dick (CEO da Fueltech) comentou mais sobre como será o desenvolvimento do famoso “Gol caixa” totalmente elétrico, que terá toda sua transformação documentada em vídeos que serão divulgados futuramente. O que se sabe é que a base será um Gol da década de 1990, mais precisamente um modelo 1994 – um dos últimos quadrados fabricados antes do Gol “bolinha” da 2ª geração chegar em setembro daquele ano como modelo 1995.

O que podemos ver até o momento é que será uma unidade pintado de branco, equipado com as tradicionais rodas “orbitais”. Mas esse visual ainda irá mudar como falaremos mais adiante. Esse carro já recebeu o motor elétrico e aparentemente já roda em testes e, além disso, podemos ver que o propulsor elétrico é da WEG, empresa também confirmada como parceira do projeto e que fabrica motores elétricos e inversores para a indústria, inclusive para a área automotiva.

VW Gol 1994 GTE elétrico by Fueltech

Apesar de ainda não ter revelado qual seria o motor elétrico da WEG aplicado no Gol, na foto podemos ver que se trata do propulsor CVW 500, que segundo o site da empresa tem 80 Kw ou 109 cv de potência. Mas não se engane: toda essa força é entregue de forma instantânea como é padrão nos elétricos, fora que o motor pode receber nova calibração até a versão final. Como o objetivo é que o carro tenha uma conversão simplificada, a instalação foi realizada em um serviço sem cortes e com o mínimo possível de modificações no chassi, afim de manter a integridade estrutural do hatch. A bateria foi posicionada na parte traseira.

Isso é um tanto importante, pois muitos donos de clássicos de coleção até cogitam fazer a conversão para o motor elétrico (essa mania está ficando comum nos Estados Unidos), mas ainda querem que as características originais do veículo sejam preservadas. Além disso, a conversão simplificada também permite que o carro volte a ter seu motor original, caso o dono assim deseje eventualmente.

Segundo Anderson Dick, a ideia de escolher o Gol quadrado como base de um carro a combustão convertido para elétrico é que fosse um projeto que empolgasse a empresa e quem for assistir o canal no youtube, afinal, o Gol foi o carro mais vendido do Brasil por 27 anos e tem lugar cativo na história automotiva do país - e no coração dos brasileiros. 

VW Gol GTI 1988

Além da conversão para elétrico, será feita uma transformação visual do hatch em uma oficina de São Paulo que terá inspiração no... primeiro Gol GTI! A escolha não foi à toa, pois o esportivo do final da década de 1980 foi o primeiro carro com injeção eletrônica no Brasil. Até então, todos os carros feitos aqui eram carburados. Se a partir de 1988 houve a transição dos carburadores para a injeção eletrônica, 2021 em diante será a vez do Gol fazer a transição do motor a combustão para elétrico, embora este degrau seja consideravelmente um tanto maior e complexo.

Postar um comentário

0 Comentários