Pesquisar

Em reunião com Salles, UE critica postura do Brasil em meio ambiente.


A Comissão Europeia critica a postura do Brasil em meio ambiente e, numa reunião nesta quarta-feira entre ministros dos dois lados do Atlântico, alertou que a estratégia ambiental do governo de Jair Bolsonaro não vai na direção esperada pela comunidade internacional.

No encontro, que contou com os ministros Ricardo Salles e Carlos França, o comissário da UE para Meio Ambiente, Virginijus Sinkevicius, deixou claro que o Brasil é um "parceiro estratégico". Mas cobrou novas medidas por parte de Brasília. "A UE e a comunidade internacional esperam que o Brasil mostre mais ambição, tanto na questão do clima como em biodiversidade, recriando confiança", declarou a UE.

Segundo o comissário do bloco europeu, o Brasil era "um dos países mais ambiciosos" em termos de redução de CO2. Mas, em seu último compromisso apresentado às Nações Unidas em dezembro de 2020, frustrou os parceiros. "Essa ambição não se repetiu e foi uma oportunidade perdida", disse.

Para a UE, o gesto do Brasil "mandou um sinal ruim" para o mundo. Na avaliação das autoridades em Bruxelas, o governo brasileiro precisa ser consistente e ainda ampliar suas medidas nacionais para fortalecer leis ambientais, regulamentações e monitoramento da situação das florestas.

Mais em Jamil Chade 

Postar um comentário

0 Comentários