Pesquisar

Jack Ma perde o título de homem mais rico da China

 

© Fornecido por ECO - Economia Online© Swipe News, SA © Fornecido por ECO - Economia OnlineO bilionário chinês e co-fundador da Alibaba, Jack Ma, perdeu o título de homem mais rico da China, numa altura em que o seu império está sob forte escrutínio dos reguladores chineses, avança a Reuters (acesso livre, conteúdo em inglês).

Entre 2019 e 2020, Jack Ma e a sua família ocuparam o primeiro lugar da lista dos mais ricos da China na “Hurun Global Rich List”. Contudo, no ranking de 2021 estão agora em quarto lugar, tendo sido destronados pela fabricante de água engarrafada Zhong Shanshan da Nongfu Spring, por Pony Ma da Tencent Holding’s e pelo iniciante do comércio eletrónico Collin Huang da Pinduoduo. A queda acontece após os “reguladores chineses terem aberto uma investigação à Ant Group e à Alibaba por práticas anticoncorrenciais”, refere o relatório citado pelo mesmo jornal.

O magnata Ma Huateng, conhecido como Pony Ma, viu a sua riqueza aumentar 70% ao longo do ano para 480 mil milhões de yuans (cerca de 74,21 mil milhões de dólares), ao passo que a fortuna de Colin Huang disparou 283% para os 450 mil milhões de yuans (69,57 mil milhões de dólares). Ao mesmo tempo, a fortuna de Jack Ma e da sua família cresceu 22% para 360 mil milhões de yuans (55,66 mil milhões de dólares).

Já Zhang Yiming, fundador da ByteDance, dona da TikTok, entrou pela primeira vez no top 5 dos mais ricos da China, com um fortuna pessoal estimada em 54 mil milhões de dólares.

O escrutínio sobre Jack Ma surgiu na sequência de um discurso feito pelo próprio a 24 de outubro do ano passado, onde o bilionário afirmou que os regulamentos financeiros chineses estão desatualizados e questionou se o sistema financeiro se deve submeter a esses regulamentos. Estas palavras não agradaram os reguladores e levaram à suspensão do IPO da Ant Group no valor de 37 mil milhões de dólares, poucos dias antes da operação.

Postar um comentário

0 Comentários