Pesquisa

Em pronunciamento, Bolsonaro muda tom, não ataca governadores e defende vacinação

Em pronunciamento, Bolsonaro muda tom, não ataca governadores e defende vacinação

[Em pronunciamento, Bolsonaro muda tom, não ataca governadores e defende vacinação]
Foto: Reprodução

Em pronunciamento em rede nacional por rádio e tv, o presidente Jair Bolsonaro mudou o discurso do que habitualmente costuma fazer e sem  sem atacar governadores ou divulgar medicamentos ineficazes, ele defendeu a vacinação contra a covid-19.

“Vamos fazer de 2021 o ano da vacinação de todos os brasileiros. Somos incansáveis na luta contra o coronavírus. Essa é a missão e vamos cumpri-la”, disse em um momento o presidente.

Bolsonaro também tentou capitalizar o contrato recente para compra de 138 milhões de doses das vacinas da Pfizer e Janssen. Também se associou à compra da Coronavac.

"Quero tranquilizar o povo brasileiro e afirmar que as vacinas estão garantidas. Muito em breve retomaremos nossa vida normal. Solidarizo-me com todos que tiveram perdas em suas famílias. Vamos fazer de 2021 o ano da vacinação dos brasileiros", disse.


Postar um comentário

0 Comentários