Pesquisar

'Ela é muito rápida', diz estudante de veterinária que flagrou sucuri sendo perseguida por machos em Ituverava, SP


Cobra, que tinha entre 6 e 7 metros de comprimento, foi vista no final de setembro. Especialistas explicam que perseguição pode estar ligada ao processo de reprodução da espécie.





Por G1 Ribeirão Preto e Franca e Terra da Gente





A sucuri fêmea que foi flagrada por um estudante de veterinária ao tentar escapar de cinco machos estava assustada e rastejava rapidamenteQuem diz isso é o autor do flagra, Antônio Stábile dos Santos, que fez a filmagem no final de setembro, quando a cobra atravessava uma estrada em Ituverava, interior de São Paulo.





“Ela é muito rápida. Ela começou a atravessar rápido porque levou um susto. Nisso, nós vimos um monte atrás”, disse Stábile ao G1 nesta quarta-feira (7).





O registro foi feito na estrada que dá acesso à represa da Faculdade de Ituverava Dr. Francisco Maeda (Fafram). Stábile e alguns amigos faziam uma atividade do estágio quando escutaram um funcionário da faculdade chamando por eles e pedindo para filmar.





“A gente correu. Quando olhou, era a sucuri atravessando do lado do brejo para dentro da represa. Aí, ele [o funcionário] falou: 'Filma, porque a gente está sem celular'. Peguei o celular e comecei a filmar e fiz o vídeo que todo mudo viu”, disse Stábile.





Sucuris foram flagradas cruzando a estrada a caminho da represa; animal vive em ambiente aquático e pode até se reproduzir dentro d'água — Foto: Antônio Stábile dos Santos/VCnoTG




Sucuris foram flagradas cruzando a estrada a caminho da represa; animal vive em ambiente aquático e pode até se reproduzir dentro d'água — Foto: Antônio Stábile dos Santos/VCnoTG





Perseguição





Segundo o estudante de veterinária, a fêmea tinha entre seis e sete metros de comprimento, e os machos eram menores. De início, ele até pensou que fossem filhotes, mas depois descobriu que eram machos tentando conquistá-la


Postar um comentário

0 Comentários